Sondagens e Índices de Confiança

Share

As sondagens de tendência são levantamentos estatísticos que geram informações usadas no monitoramento da situação corrente e na antecipação de eventos futuros da economia. Por produzirem sinalizações de tendência econômica com muita rapidez, geralmente no próprio mês da coleta de dados, são amplamente utilizadas mundialmente como indicadores antecedentes de atividade econômica, ferramentas indispensáveis a empresários, governos e entidades de classe na análise de conjuntura e tomada de decisões.

As informações obtidas por meio das sondagens permitem análises empresariais e concorrenciais, contribuem para o aperfeiçoamento do planejamento de  nível de produção, ao acompanhamento dos movimentos de absorção e liberação de mão-de-obra nos diferentes segmentos da economia, ao conhecimento dos planos de investimento do setor produtivo nacional ou de setores específicos, e à projeção da evolução de preços setoriais.

Além da rapidez com que as informações estatísticas são processadas e divulgadas, as sondagens são conhecidas pela versatilidade de seus questionários, compostos  majoritariamente por opções de resposta de natureza qualitativa. Por suas características, essas pesquisas podem ser moldadas de forma personalizada de acordo com o interesse de empresas ou instituições públicas.

Os resultados das sondagens podem ser apresentados de acordo com o porte da empresa, setor de atuação, localização e participação no comércio exterior. As séries históricas possibilitam análises detalhadas de diferentes segmentos da economia.
 
Em mais de 40 anos de experiência em pesquisas deste gênero, a Fundação Getulio Vargas conquistou amplo reconhecimento de sua competência nesta área, consolidando uma equipe com alto padrão de excelência.

 

Sondagem da Indústria

A Sondagem da Indústria de Transformação é um levantamento estatístico que gera informações úteis ao monitoramento e antecipação de tendências econômicas.

 

Sondagem do Consumidor

A Sondagem de Expectativas do Consumidor é uma pesquisa mensal que procura captar o sentimento do consumidor em relação a situação geral da economia e de suas finanças pessoais.

 

Sondagem da América Latina

A Sondagem Econômica da América Latina é uma pesquisa trimestral que serve para o acompanhamento e antecipação de tendências econômicas da região.

 

Sondagem de Serviços

A Sondagem do Setor de Serviços foi a primeira pesquisa conjuntural de âmbito nacional a levantar de forma sistemática informações sobre este segmento, que responde por mais de 63% do PIB nacional (2016).

 

Sondagem do Comércio

A Sondagem do Comércio traz, mensalmente, informações usadas para que seja possível um completo acompanhamento da situação atual e antecipação de tendências econômicas para o setor.

 

Sondagem da Construção

A Sondagem da Construção é uma pesquisa que gera, mensalmente, um conjunto de informações usados no monitoramento e antecipação de tendências econômicas do setor.

 

Sondagem de Investimentos


A Sondagem de Investimentos foi um levantamento estatístico que forneceu, trimestralmente, sinalizações sobre o rumo dos investimentos produtivos no setor industrial. A Sondagem de Investimentos foi descontinuada em janeiro de 2019.

 

Indicadores de Mercado de Trabalho


Indicador Coincidente de Desemprego: O Indicador Coincidente de Desemprego é construído a partir de dados desagregados, em quatro classes de renda familiar, do quesito da Sondagem do Consumidor que capta a percepção do entrevistado a respeito da situação presente do mercado de trabalho. Desse modo, o indicador capta a percepção das famílias sobre o mercado de trabalho, sem refletir, por exemplo, a diminuição da procura de emprego motivada por desalento. O ICD varia no mesmo sentido na taxa de desemprego. Ou seja, quanto maior o desemprego, maior o indicador e vice-versa. O ICD (Indicador Coincidente de Desemprego) foi descontinuado em maio de 2021. 

Indicador Antecedente de Emprego: O Indicador Antecedente de Emprego tem por objetivo antecipar os principais movimentos do mercado de trabalho no Brasil, com base em dados extraídos das Sondagens Empresariais e do Consumidor produzidas pelo FGV IBRE.