ICOMEX

Indicador de Comércio Exterior

O indicador mensal de Comércio Exterior da FGV divulga resultados de um conjunto de indicadores da balança comercial desenvolvidos no âmbito do IBRE de maneira a disponibilizar uma ampla cobertura do setor externo. A série histórica dos indicadores tem início em janeiro de 1998, e está disponível de forma desagregada em: produtos da agropecuária, produtos da indústria extrativa mineral, e por produtos da indústria de transformação classificados por categoria de uso. Separam-se ainda os produtos segundo sejam commodities e não commodities. Para as desagregações mencionadas classificam-se também os produtos de acordo com a sua origem e seu destino, segundo blocos econômicos.

O desempenho da balança comercial é parte integrante das análises conjunturais sobre o nível de atividade da economia e do balanço de pagamentos. No caso do Brasil, que registra historicamente saldos negativos na conta de serviços e de rendas, o resultado da balança comercial tem papel determinante na evolução do saldo em transações correntes. Ao mesmo tempo, o comportamento dos fluxos de exportações e importações é parte integrante dos estudos sobre competitividade dos produtos brasileiros numa perspectiva de médio e longo prazo.

Observa-se que a primeira motivação para o cálculo dos indicadores foi o de fornecer informações demandadas pelo Monitor do PIB elaborado pelo IBRE e, portanto, a metodologia replica a do cálculo das Contas Nacionais Trimestrais do IBGE. Os dados de exportações e importações são classificados pela CNAE 2.0 e os índices apresentados foram calculados pelo método de Fischer.