Sondagem da Indústria

Compartilhe

Sondagem da Indústria

A Sondagem da Indústria de Transformação é um levantamento estatístico que gera informações úteis ao monitoramento e antecipação de tendências econômicas, constituindo-se em importante ferramenta para a tomada de decisões empresariais no âmbito privado, para a análise econômica realizada no meio acadêmico e de consultoria e na elaboração da política econômica pelo governo.

O questionário da pesquisa contém perguntas direcionadas à empresa como um todo. Nesta categoria estão enquadrados, por exemplo, os quesitos relacionados ao nível de utilização da capacidade instalada e ao contingente de mão-de-obra. As demais perguntas são direcionadas às principais linhas da empresa, caso dos quesitos relacionados à demanda interna e externa, estoques, situação dos negócios e produção. Informações no nível do produto permitem uma consolidação mais eficiente das respostas no plano setorial.

Trimestralmente são acrescentados quesitos ao questionário como os relativos aos fatores limitativos à expansão da produção, e avaliações sobre preços de matérias-primas e componentes nos mercados interno e externo.

As opções de resposta são prioritariamente de natureza qualitativa, com exceção do nível de utilização da capacidade instalada, quesito cuja informação apurada é do tipo quantitativo.

O horizonte temporal das perguntas pode ser classificado da seguinte forma: observações a respeito do trimestre imediatamente anterior ao que se inicia no mês da pesquisa; avaliações relativas ao momento de realização da pesquisa; e previsões para o trimestre que se inicia no mês de realização da pesquisa. A exceção é o item relativo à situação esperada dos negócios, com horizonte temporal de seis meses. As previsões e observações são feitas de modo comparativo. As avaliações referem-se ao nível absoluto da variável.

O Índice de Confiança da Indústria de Transformação (ICI) é o indicador-síntese da pesquisa, composto por seis quesitos: Nível de demanda total (interna e externa), Nível de estoques, Situação Atual dos negócios e expectativas sobre Produção (três meses), Emprego (três meses) e Situação dos negócios (seis meses). A cobertura setorial da pesquisa é similar à da Pesquisa Industrial Anual (PIA) do IBGE. Os resultados são divulgados para a indústria de transformação, principais segmentos e categorias de uso.

Os segmentos setoriais são definidos de acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas, versão 2.0 (CNAE 2.0), do IBGE.

A série histórica da Sondagem da Indústria na CNAE 2.0 inicia-se em janeiro de 2001.

Principais usos:

Antecipação dos rumos da economia no curto prazo.

Abrangência Geográfica:

Nacional

Abrangência Setorial:

Alimentos
Abate e fabricação de produtos de carne
Fabricação de óleos e gorduras vegetais e animais
Laticínios
Moagem, fabricação de produtos amiláceos e de alimentos para animais
Fabricação e refino de açúcar
Outros produtos alimentícios

Têxtil

Vestuário

Couros e calçados
Couros
Calçados
 
Celulose e papel

Fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel
Fabricação de papel, cartolina e papel-cartão
Fabricação de embalagens de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado
Fabricação de produtos diversos de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado
 
Derivados de petróleo e biocombustíveis
Derivados do petróleo e coquerias
Biocombustíveis

Química
Fabricação de produtos químicos inorgânicos
Fabricação de produtos químicos orgânicos
Fabricação de resinas e elastômeros
Fabricação de defensivos agrícolas e desinfetantes domissanitários
Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes, lacas e produtos afins; Outros produtos químicos não especificados
 
Limpeza e perfumaria

Farmacêutica

Produtos de plástico

Minerais não metálicos
Fabricação de vidro e de produtos do vidro
Fabricação de cimento
Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais semelhantes
Fabricação de produtos cerâmicos
Aparelhamento de pedras e fabricação de outros produtos de minerais não-metálicos
 
Metalurgia

Metalurgia dos metais não-ferrosos
Siderurgia
Outros produtos de metalurgia básica
 
Produtos de Metal
Fabricação de estruturas metálicas e obras de caldeiraria pesada
Forjaria, estamparia, metalurgia do pó e serviços de tratamento de metais
Fabricação de artigos de cutelaria, de serralheria e ferramentas
Outros produtos de metal

Informática e eletrônicos
Fabricação de equipamentos de informática e periféricos
Fabricação de equipamentos de comunicação
Fabricação de aparelhos de recepção, reprodução, gravação e amplificação de áudio e vídeo
Outros - material eletrônico, aparelhos e equipamentos de comunicação, informática e ópticos
 
Máquinas e materiais elétricos
Fabricação de geradores, transformadores e motores elétricos
Fabricação de equipamentos para distribuição e controle de energia elétrica
Fabricação de eletrodomésticos
Outros equipamentos e aparelhos elétricos
 
Máquinas e equipamentos
Fabricação de motores, bombas, compressores e equipamentos de transmissão
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso geral
Fabricação de tratores e de máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso na extração mineral e na construção
Outras máquinas e equipamentos
 
Veículos automotores
Fabricação de automóveis, camionetas e utilitários
Fabricação de caminhões e ônibus
Fabricação de peças e acessórios para veículos automotores
Outros veículos automotores
 
Outros equipamentos de transporte
Construção de embarcações
Fabricação de aeronaves
Outros equipamentos de transporte não especificados

Outros produtos
Bebidas
Fumo
Madeira
Impressão e reprodução de gravações
Borracha
Mobiliário
Produtos Diversos

Período de Coleta:

Nas 3-4 primeiras semanas de cada mês.

Periodicidade:

Trimestral até outubro de 2005.

Mensal desde novembro de 2005.
 

Primeira observação:

Outubro de 1966 (Classificação de Atividades Industrial de 1985)

Janeiro de 2001 (CNAE 2.0).