Aluguéis e Copom: como o ritmo de redução de juros pode afetar os preços

Podcast

Aluguéis e Copom: como o ritmo de redução de juros pode afetar os preços

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou aumento de 1,4% em abril. Com isso, o IVAR acumula alta de 9,16% em 12 meses, consideravelmente maior que a média da inflação geral para o período, estimada em 3,8% pelo IPC. André Braz, coordenador de Índices de Preços do FGV IBRE, atribui esse resultado ao nível ainda alto da taxa básica de juros (Selic), que desincentiva consumidores a planejar a compra de um imóvel próprio financiado. “Como se trata de um comprometimento de renda mais a longo prazo, é provável que essas pessoas estejam esperando que os juros caiam mais”, afirma. Com isso, a procura por aluguéis se mantém aquecida, o que se reflete nos preços.

Confira o artigo na íntegra no Blog da Conjuntura