Aumento da expectativa mediana da inflação dos consumidores segue influenciado pelo movimento de alta de alimentos e bebidas

Aumento da expectativa mediana da inflação dos consumidores segue influenciado pelo movimento de alta de alimentos e bebidas

A expectativa mediana de inflação dos consumidores brasileiros para os próximos 12 meses subiu 0,1 ponto percentual no mês de fevereiro para 5,3%. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, a mediana subiu 0,3 ponto.

O aumento da expectativa mediana da inflação dos consumidores para os próximos 12 meses tem sido influenciado pelo movimento de alta de alimentos e bebidas, produtos com elevada participação na cesta de consumo dos indivíduos. A sustentação dos preços apesar da fraca atividade econômica está associada à concessão dos auxílios emergenciais e aos aumentos das commodities.”, afirma Viviane Seda Bittencourt, coordenador das Sondagens do FGV IBRE.

Em fevereiro, 15,2% dos consumidores projetaram valores abaixo da meta de inflação para 2021 (3,75%), um ponto percentual acima do mês anterior. Por outro lado, a proporção de consumidores projetando acima do limite superior da meta de inflação para 2021 (5,25%) foi reduzida em 2,6 pontos percentuais (p.p.), de 39,7% para 37,1%.

A alta da expectativa mediana para a inflação nos próximos 12 meses foi influenciada por um aumento das expectativas dos consumidores de menor poder aquisitivo: para os consumidores com renda familiar mensal até R$ 2,1 mil a expectativa de inflação registrou aumento de 0,3 ponto, para 6,1%.