Barômetros globais estabilizam em um nível moderado

O Barômetro Econômico Global Coincidente avança 0,3 ponto em maio, para 93,5 pontos, enquanto o Barômetro Antecedente avança 1,6 ponto, alcançando 102,8 pontos. A leve alta do Barômetro Coincidente foi determinada principalmente pelo avanço na Europa, enquanto a alta do Antecedente foi motivada por altas no Hemisfério Ocidental e na região da Ásia, Pacífico & África.  

As altas dos Barômetros Globais Coincidente e Antecedente em maio corroboram o cenário de crescimento moderado, mas superior ao previsto, para a economia mundial em 2024, com demonstrações de resiliência das economias desenvolvidas, principalmente dos EUA, e em países em desenvolvimento. O mercado de trabalho continua exibindo bons resultados levando a uma postergação da esperada distensão da política monetária em diversos países. Ainda que persistam riscos geopolíticos, no front inflacionário e nos desafios fiscais pós pandemia, a economia mundial caminha para uma aterrissagem suave do ciclo de alta de juros. As projeções de crescimento para a economia global foram revisadas recentemente para cima por órgãos como a OCDE, que agora projeta 3,1% de crescimento para 2024 e de 3,2% em 2025.”,avalia Aloisio Campelo Jr., pesquisador do FGV IBRE.

Barômetro Coincidente – Indicadores de regiões e setores

A leve alta do Barômetro Coincidente em maio resulta de contribuições positivas de 0,2 e 0,1 ponto, respectivamente, das regiões da Europa e da Ásia, Pacífico & África, e de uma contribuição nula do Hemisfério Ocidental. Após o pico em janeiro de 2024, o indicador da Ásia, Pacífico & África acumulou uma leve variação negativa. Em contraste, os indicadores do Hemisfério Ocidental e da Europa vêm apresentando um resultado mais consistente no período. O primeiro acumula cinco altas consecutivas e registra um nível acima do das demais regiões. Todos os indicadores coincidentes regionais continuam oscilando na faixa dos 90 pontos, sinalizando um nível de atividade econômica global moderado. O gráfico abaixo ilustra a contribuição de cada região para a distância do Barômetro Coincidente em relação aos 100 pontos. 

O desempenho dos indicadores setoriais coincidentes em maio é heterogêneo, com altas na Construção, Indústria e Serviços, e quedas na Economia (avaliações dos consumidores e agregadas empresariais) e Comércio. Com estes resultados, a Indústria segue com o maior nível entre os setores e a Construção com o menor.

Barômetro Antecedente – Indicadores de regiões e setores

O Barômetro Global Antecedente antecipa os ciclos das taxas de crescimento mundial entre três e seis meses. Em maio, a região da Ásia, Pacífico & África e o Hemisfério Ocidental contribuíram em 1,3 e 0,7 ponto, respectivamente, para a alta do indicador global; a Europa registra contribuição negativa de 0,4 ponto. O indicador da Ásia, Pacífico & África sobe pelo segundo mês consecutivo ficando próximo dos 102 pontos, assim como os indicadores das demais regiões. Este nível reflete um otimismo significativamente inferior ao sugerido pelo pico de quase 117 pontos alcançado pelo mesmo indicador em janeiro de 2024.

Em maio, dentre os indicadores setoriais antecedentes, o da Economia (avaliações dos consumidores e agregadas empresariais), de Serviços e da Construção avançaram. O indicador do Comércio, por sua vez, volta a cair, enquanto o da Indústria fica relativamente estável, com leve variação negativa.