Caminhos para financiar o crescimento sem abalar o fiscal

Caminhos para financiar o crescimento sem abalar o fiscal

Os números mais recentes tanto de arrecadação quanto de gastos mostram um quadro mais restritivo no campo fiscal. Estimativas do governo apontam a um déficit primário maior do que o esperado (leia mais na coluna Em Foco), e para cumprir a meta estipulada para 2024 o governo terá que mostrar de onde cortará gastos, já que tampouco os esforços para se ampliar a receita serão suficientes.

Leia o artigo na íntegra no Blog da Conjuntura