Em seminário, presidentes de companhias de saneamento destacam regulação e eficiência como peças-chave no caminho da universalização

Em seminário, presidentes de companhias de saneamento destacam regulação e eficiência como peças-chave no caminho da universalização

Presidentes das companhias estaduais de saneamento do Rio de Janeiro (Cedae) e Cagece (Ceará) estiveram reunidos nesta terça-feira na sede da Cedae para discutir a situação econômica das empresas de saneamento do país acompanhados de Silvia Matos, coordenadora do Boletim Macro do FGV IBRE, que analisou o ambiente de investimentos para 2024.

Confira o artigo na íntegra no Blog da Conjuntura