Resultado de setembro mantém a trajetória de oscilação do IAEmp nos últimos meses

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) do FGV IBRE recuou 0,5 ponto em setembro, para 76,4 pontos, menor nível desde maio deste ano (74,6 pontos). Em médias móveis trimestrais, o IAEmp se manteve estável ao variar -0,1 ponto, para 77,1 pontos.

O resultado de setembro mantém a trajetória de oscilação do IAEmp nos últimos meses. A trajetória do indicador ao longo do ano é positiva, mas sua retomada vem perdendo força. Mesmo com alguns sinais positivos do ambiente macroeconômico, os efeitos na atividade e consequentemente no mercado de trabalho não devem ser tão imediatos. A desaceleração econômica, especialmente em atividades intensivas no fator trabalho contribuem para esse ritmo mais fraco do indicador, que deve permanecer assim até que elas reajam de maneira mais efetiva”, avaliou Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE.

Destaques do IAEmp
Em setembro, 5 dos 7 componentes do IAEmp contribuíram para queda, com destaques para o indicador de Empego Previsto da Indústria, que contribuiu com -0,3 ponto, e o indicador de Emprego Local Futuro do Consumidor com -0,4 ponto. 

Os componentes que foram na contramão ao contribuir positivamente foram os indicadores de Tendência dos Negócios de Serviços da Indústria e o Emprego Previsto de Serviços, com 0,3 ponto para cada um.