• “Sem equacionar impacto das mudanças no ICMS, governo poderá contratar uma crise federativa adiante”, afirma Vilma Pinto, da IFI.

  • “Uma boa agenda de reformas dependerá de um Executivo forte”, afirma SIlvia Matos, em evento do IBP.

  • O mercado de trabalho é a estrela da recuperação econômica que ganhou força a partir do segundo trimestre deste ano.

  • “Uma boa regra de teto de gastos pode ser convergente com a política monetária”, diz o economista Gabriel Leal de Barros.

  • Confiança do consumidor: otimismo continua subindo entre famílias com renda mais baixa, enquanto nas faixas mais altas há queda.

  • Agenda ambiental: há muitas oportunidades para o Brasil, mas país precisa “fechar o ralo do desmatamento”, aponta Daniel Vargas.

  • Paulo Hartung, Marcos Mendes e Fabio Giambiagi defendem controlar avanço do Orçamento Secreto.

  • Com pouco mais de uma semana do segundo turno das eleições mais polarizadas desde a redemocratização, sem discussões ou projetos mais concretos para o país, a incerteza continua permeando o futuro recente.

  • Monitor do PIB aponta retração de 0,8% em agosto. “Desaceleração econômica pode ter chegado”, afirma Juliana Trece.

  • Superávit brasileiro desacelera, puxado pelo minério de ferro, prenunciando desafios para 2023.