Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

IPC-S da quarta quadrissemana de novembro de 2022 variou 0,57% e acumula alta de 4,51% nos últimos 12 meses. Quatro das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

O IPC-S da quarta quadrissemana de novembro de 2022 variou 0,57% e acumula alta de 4,51% nos últimos 12 meses.

A queda da Confiança Empresarial ocorre de forma muito disseminada entre quesitos, horizontes de tempo e setores. Mesmo o Setor de Serviços, que vinha se mantendo resiliente até então, registra uma queda mais expressiva da confiança no mês. Já o Comércio volta a registrar o menor nível entre os setores, o que não ocorria desde julho deste ano.

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas ficou praticamente estável em novembro, ao variar 0,1 ponto, para 112,1 pontos.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) do FGV IBRE caiu 6,7 pontos em novembro, para 91,5 pontos, o menor nível desde fevereiro deste ano (91,1 pts.). Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 3,0 pontos.

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) do FGV IBRE caiu 5,4 pontos em novembro, para 93,7 pontos, acumulando perda de 8,0 pontos nos dois últimos meses e retornando ao menor nível desde março deste ano (92,2 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice também recuou, desta vez, 2,3 pontos.

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do FGV IBRE caiu 10,8 pontos em novembro, ao passar de 98,0 para 87,2 pontos, menor patamar desde abril (85,9 pontos). Na métrica de médias móveis trimestrais, houve queda de 4,1 pontos, primeira queda após oito meses consecutivos de resultados positivos.

 

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) cai 0,56% em novembro, após queda de 0,97% no mês anterior. Com este resultado o índice acumula alta de 4,98% no ano e de 5,90% em 12 meses. Em novembro de 2021, o índice variara 0,02% e acumulava alta de 17,89% em 12 meses. 

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) do FGV IBRE caiu 3,6 pontos em novembro, para 92,1 pontos, pior resultado desde julho de 2020. Em médias móveis trimestrais, o índice recuou 2,7 pontos.

 

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) varia 0,14% em novembro, ante 0,04% no mês anterior. Com este resultado, o índice acumula alta de 9,11% no ano e de 9,44% em 12 meses. Em novembro de 2021, o índice variou 0,71% no mês e acumulava taxa de 14,69% em 12 meses.