Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 2,34% em julho. No mês anterior a taxa havia sido de 1,60%. Com este resultado, o índice acumula alta de 6,98% no ano e de 10,37% em 12 meses. Em julho de 2019, o índice havia variado -0,01% e acumulava alta de 5,56% em 12 meses. Na passagem de junho para julho, os três componentes do IGP-DI apresentaram as seguintes trajetórias: IPA, de 2,22% para 3,14%, IPC, de 0,36% para 0,49%, e INCC, de 0,34% para 1,17%.

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu 9,2 pontos em julho, para 65,9 pontos, recuperando no trimestre maio-junho-julho cerca de metade das perdas do trimestre fevereiro-março-abril. Em médias móveis trimestrais, o IAEmp avançou 8,7 pontos, para 55,1 pontos, após quatro quedas consecutivas.

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) de julho subiu 0,50%, ficando 0,17 ponto percentual (p.p.) acima de junho quando o índice registrou taxa de 0,33%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 1,66% no ano e 3,08% nos últimos 12 meses.

IPC-S de 31 de julho de 2020 variou 0,49%, ficando 0,04 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa divulgada na última apuração. Cinco das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

O IAE-FGV – 1ª Prévia, aponta retração recorde de 11,2% no 2º trimestre deste ano, em comparação ao 1º trimestre. Embora a atividade econômica tenha crescido em junho 0,7%, sendo o segundo crescimento consecutivo do indicador, a forte retração registrada em abril foi determinante para o desempenho negativo no trimestre.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) subiu 7,1 pontos em julho, para 87,5 pontos. Após a terceira alta seguida, o índice recupera 79% das perdas ocorridas no bimestre março-abril, embora ainda se mantenha em nível historicamente baixo.

O IPC-S de 31 de julho de 2020 variou 0,49%, ficando 0,04 ponto percentual (p.p) abaixo da taxa registrada na última divulgação. Com este resultado, o indicador acumula alta de 1,04% no ano e 2,40% nos últimos 12meses

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas caiu 9,9 pontos em julho de 2020, para 163,7 pontos. Após a terceira queda consecutiva, o indicador permanece 27 pontos acima do recorde anterior à pandemia de Covid-19, de 136,8 pontos, em setembro de 2015.

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), da Fundação Getulio Vargas, avançou 7,3 pontos em julho, para 79,0 pontos. Após três altas consecutivas, o índice recompôs cerca de 62% das perdas sofridas nos primeiros quatro meses desse ano.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 2,23% em julho, após variar 1,56% em junho. Com este resultado, o índice acumula alta de 6,71% no ano e de 9,27% em 12 meses. Em julho de 2019, o índice havia subido 0,40% e acumulava alta de 6,39% em 12 meses. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias na passagem de junho para julho: IPA, de 2,25% para 3,00%, IPC, de 0,04% para 0,49% e INCC, de 0,32% para 0,84%.