Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) variou 0,11% em junho, percentual inferior ao apurado no mês anterior, quando subira 3,40%. Com este resultado, o índice acumula alta de 14,26% no ano e de 34,53% em 12 meses. Em junho de 2020, o índice havia subido 1,60% e acumulava elevação de 7,84% em 12 meses.

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) do Instituto Brasileiro de Economia do FGV IBRE subiu 4,2 pontos em junho, para 87,6 pontos, maior nível desde fevereiro de 2020 (92,0 pts.). Em médias móveis trimestrais, o IAEmp variou 3,5 pontos, para 83,2 pontos.

A alta da confiança empresarial em junho reforça a tendência de recuperação da economia. A confiança do consumidor também avançou no mês embora continue em patamar baixo em termos históricos. O ritmo moderado dos negócios no primeiro semestre com perspectivas de aceleração no segundo, associados ao otimismo com a campanha de imunização contra a covid-19 parecem ser dois fatores importantes a sustentar a tendência de alta da confiança.

IPC-S da quarta quadrissemana de junho de 2021 subiu 0,64% e acumula alta de 8,29% nos últimos 12 meses. Cinco das sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

 

IPC-S da quarta quadrissemana de junho de 2021 subiu 0,64% e acumula alta de 8,29% nos últimos 12 meses.

 

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) do FGV IBRE subiu 4,3 pontos em junho, para 98,8 pontos, o maior nível desde dezembro de 2013. Após a terceira alta consecutiva, a média do segundo trimestre de 2021 superou a do trimestre anterior, em 7,2 pontos. 

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas subiu 2,4 pontos em junho, para 122,3 pontos. Com o resultado, o indicador ainda está 7,2 pontos acima do nível de fevereiro de 2020, último mês antes da chegada da pandemia de covid-19 ao Brasil.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,60% em junho. Com este resultado o índice acumula alta de 15,08% no ano e de 35,75% em 12 meses. Em junho de 2020, o índice havia subido 1,56% e acumulava alta de 7,31% em 12 meses. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias na passagem de maio para junho: IPA, de 5,23% para 0,42%, IPC, de 0,61% para 0,57% e INCC, de 1,80% para 2,30%. 

 

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), do FGV IBRE, subiu 5,7 pontos em junho, para 93,8 pontos, a terceira alta consecutiva no ano, registrando o maior valor desde fevereiro de 2020. Em médias móveis trimestrais, o índice avançou 5,4 pontos.

 

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (FGV IBRE) subiu 2,0 pontos em junho, ao passar de 93,9 para 95,9 pontos, nível mais alto desde setembro de 2020 (99,6 pontos). Em médias móveis trimestrais, o indicador subiu 7,8 pontos, registrando a segunda alta depois de seis meses de quedas consecutivas