Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

IPC-S de 07 de março de 2021 subiu 0,67% e acumula alta de 5,76% nos últimos 12 meses.

Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) de fevereiro subiu 0,40% e acumula alta de 6,27% nos últimos 12 meses.

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) do FGV IBRE acomodou 0,6 ponto em fevereiro, para 82,9 pontos. O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) subiu 0,5 ponto para 99,3 pontos. 

IPC-S Capitais de 28 de fevereiro de 2021 subiu 0,54% e acumula alta de 5,42% nos últimos 12 meses. Todas as sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

Em meio a uma fase de desaceleração da atividade e de recrudescimento da pandemia de covid-19 no país, o Índice de Confiança Empresarial voltou a recuar em fevereiro, distanciando-se cada vez mais de níveis considerados neutros. Entre os setores, a confiança da Indústria recuou no mês mas continua em patamar elevado. No extremo oposto, a confiança do Setor de Serviços, mais afetado nesta crise, continuou caindo em fevereiro, abalada por dificuldades enfrentadas por segmentos como os de Serviços Prestados às Famílias e de Serviços de Transporte. A boa notícia do mês foi a alta da confiança do consumidor, que vinha em queda há quatro meses, um movimento que por ora deve ser interpretado como sendo de acomodação. Novos avanços dependerão de fatores como a contenção da atual onda de covid-19, da aceleração do programa nacional de vacinação e da chegada da rodada de auxílio emergencial que vem sendo negociada entre o Executivo federal e o Congresso.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) do FGV IBRE recuou 1,8 ponto em fevereiro, para 91,1 pontos. Em médias móveis trimestrais, o ICE mantém a tendência de queda pelo terceiro mês consecutivo, ao cair 1,5 ponto em fevereiro. 

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) do FGV IBRE recuou 9,2 pontos em fevereiro, para 128,2 pontos. Esta é a primeira vez desde o início da pandemia de covid-19 que o nível do indicador fica abaixo do ponto de máximo anterior a esta crise, alcançado em setembro de 2015 (136,8 pontos). O IIE-BR agora está 13 pontos acima do nível de fevereiro de 2020, último mês antes do início da pandemia no Brasil.

IPC-S de 28 de fevereiro de 2021 subiu 0,54% e acumula alta de 5,42% nos últimos 12 meses.

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), do FGV IBRE, recuou 2,3 pontos em fevereiro, para 83,2 pontos, a segunda queda consecutiva. Em médias móveis trimestrais, o índice cedeu 0,7 ponto.

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) do FGV IBRE recuou 3,4 pontos em fevereiro, para 107,9 pontos. Após oito meses de altas consecutivas, essa é a segunda queda consecutiva levando ao índice ao menor nível desde setembro de 2020 (106,7 pontos).