Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O Indicador Antecedente Composto da Economia(IACE) para o Brasil, publicado em parceria entre a FGV IBRE e The Conference Board (TCB), subiu 2,9% em janeiro, para 118,8 pontos. Sete dos oito componentes contribuíram para a alta no mês, com destaque para os índices de Expectativas da Indústria e de Serviços, que variaram em 6,1% e 5,6%, respectivamente. Em relação a janeiro do ano passado, houve avanço de 3,0%.

A prévia da Sondagem da Indústria de janeiro de 2019 sinaliza aumento de 2,0 pontos do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final de dezembro de 2018, para 97,6 pontos, o maior desde agosto de 2018.

A expectativa mediana dos consumidores brasileiros para inflação nos 12 meses seguintes recuou 0,4 ponto percentual entre dezembro e janeiro, para 5,0%, o mesmo valor de abril de 2018 e o menor desde agosto de 2007 (4,9%). Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve redução de 0,4 ponto percentual.

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getúlio Vargas subiu 2,6 pontos em janeiro de 2019, para 98,2 pontos, o maior nível desde agosto de 2018.

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas, após três meses de alta, cedeu 0,2 ponto em janeiro, ao passar de 104,0 para 103,8 pontos. Em médias móveis trimestrais, o indicador avançou 3,1 pontos, na quinta alta consecutiva 

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas avançou em janeiro pelo quarto mês consecutivo. Com a alta de 3,6 pontos, o índice atingiu 96,6 pontos, o maior nível desde fevereiro de 2014 (97,3 pontos), ficando 8,0 pontos acima de janeiro do ano passado.  

O IPC-S de 22 de janeiro de 2019 subiu 0,58%, 0,06 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação.  

O IGP-M caiu -0,01% no segundo decêndio de janeiro. No mês anterior, para o mesmo período de coleta, a taxa havia sido de -1,15%. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem do segundo decêndio de dezembro para o segundo decêndio de janeiro: IPA, de -1,74% para -0,26%, IPC, de -0,05% para 0,49%, e INCC, de 0,10% para 0,38%.

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) caiu 0,26% em janeiro, contra -1,23% em dezembro. Em 12 meses, o índice acumulou alta de 6,80%. Em janeiro de 2018, o índice havia subido 0,79% no mês e acumulava queda de 0,51% em 12 meses. Os três componentes do IGP-10 apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem de dezembro para janeiro: IPA, de -1,83% para -0,59%, IPC, de -0,09% para 0,45%, e INCC, de 0,12% para 0,29%.