Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, crescimento de 0,6% na atividade econômica em fevereiro, em comparação a janeiro e crescimento de 1,1% no trimestre móvel findo em fevereiro, em comparação com o findo em novembro. Na comparação interanual a economia cresceu 1,2% em fevereiro e 1,7% no trimestre móvel findo em fevereiro. 

 

O ICOMEX analisa os principais resultados do primeiro trimestre da balança comercial, onde se destaca o aumento de preços das importações liderado pelas importações dos bens intermediários da agropecuária e de bens da indústria extrativa. Ademais, é ressaltada a queda da participação da China nas exportações do primeiro trimestre do ano, interrompendo a trajetória de crescimento, iniciada em 2016

IPC-S da segunda quadrissemana de abril de 2022 subiu 1,84% e acumula alta de 11,45% nos últimos 12 meses. Cinco das sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) subiu 2,48% em abril. No mês anterior, o índice havia registrado alta de 1,18%. Com esse resultado, o índice acumula alta de 7,63% no ano e de 15,65% em 12 meses. Em abril de 2021, o índice subira 1,58% no mês e acumulava elevação de 31,74% em 12 meses.

IPC-S da segunda quadrissemana de abril de 2022 subiu 1,84% e acumula alta de 11,45% nos últimos 12 meses.

IPC-S da primeira quadrissemana de abril de 2022 subiu 1,62% e acumula alta de 11,21% nos últimos 12 meses. Todas as sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

Os Barômetros Globais recuam mais intensamente em abril refletindo choques como o conflito entre Rússia e Ucrânia e o aumento do número de casos de Covid-19 na China. O Barômetro coincidente situa-se agora abaixo do nível médio histórico de 100 pontos, enquanto o afastamento mais expressivo do indicador antecedente sinaliza a perspectiva de uma maior desaceleração do crescimento mundial do que a prevista anteriormente para os próximos meses. 

IPC-S da primeira quadrissemana de abril de 2022 subiu 1,62% e acumula alta de 11,21% nos últimos 12 meses.

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) subiu 0,81% em março de 2022, o que representa uma desaceleração em relação à taxa mensal de 2,92% registrada no mês passado. Com o resultado, o índice passa a acumular variação de 6,24% em 12 meses, a maior nesta base de comparação desde o início da série histórica, em janeiro de 2019.

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 2,37% em março, percentual superior ao apurado no mês anterior, quando variara 1,50%. Com este resultado, o índice acumula alta de 6,00% no ano e 15,57% em 12 meses. Em março de 2021, o índice havia subido 2,17% e acumulava elevação de 30,63% em 12 meses.