Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) do FGV IBRE ficou relativamente estável em março ao ceder 0,1 ponto, para 75,0 pontos, menor nível desde agosto de 2020 (74,8 pontos). Em médias móveis trimestrais, o IAEmp caiu 2,3 pontos, para 75,5 pontos.

Em março, assim como no mês anterior, a confiança empresarial evoluiu no sentido contrário à dos consumidores. Só que desta vez houve alta empresarial e queda dos consumidores.

IPC-S da quarta quadrissemana de março de 2022 subiu 1,35% e acumula alta de 9,68% nos últimos 12 meses. Todas as sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

O IPC-S da quarta quadrissemana de março de 2022 subiu 1,35% e acumula alta de 9,68% nos últimos 12 meses.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) do FGV IBRE subiu 0,7 ponto em março, para 91,8 pontos, interrompendo a sequência de quedas iniciada em novembro do ano passado. Na métrica de médias móveis trimestrais, o indicador recuou pela sexta vez seguida, desta vez em 0,8 ponto.

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas subiu 4,2 pontos em março, para 121,3 pontos.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 1,74% em março, ante 1,83% no mês anterior. Com este resultado o índice acumula alta de 5,49% no ano e de 14,77% em 12 meses. Em março de 2021, o índice havia subido 2,94% e acumulava alta de 31,10% em 12 meses.    

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), do FGV IBRE, subiu 3,0 pontos em março, para 92,2 pontos, interrompendo a sequência de quatro meses seguidos de queda. Em médias móveis trimestrais, o índice recuou 1,1 ponto, chegando à quinta queda consecutiva.

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (FGV IBRE) cedeu 0,2 ponto em março, ao passar de 87,0 para 86,8 pontos. Em médias móveis trimestrais o indicador subiu 0,5 ponto, a primeira alta depois de seis meses de quedas consecutivas.

 

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) do FGV IBRE caiu 1,7 ponto em março, para 95,0 pontos, o menor nível desde julho de 2020 (89,8 pontos). Essa foi a oitava queda seguida do índice que na métrica de médias móveis trimestrais também recuou 1,7 ponto no mês.