Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,6 ponto em abril, para 78,7 pontos. Em médias móveis trimestrais, o IAEmp cedeu em 1,6 ponto, para 79,6 pontos.

IPC-S de 30 de abril de 2021 variou 0,23% e acumula alta de 6,54% nos últimos 12 meses. Seis das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

 

O avanço gradual da campanha de vacinação e a reedição de muitas das medidas emergenciais adotadas em 2020 impactaram favoravelmente a confiança de empresas e consumidores em abril. Os setores do Comércio e de Serviços tornaram-se menos pessimistas, assim como os consumidores. A Indústria registrou queda discreta da confiança no mês mas continua sendo o único setor com a confiança acima do nível de neutralidade (100 pontos).

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) do FGV IBRE subiu 4,3 pontos em abril, para 89,8 pontos, após seis quedas consecutivas. Em médias móveis trimestrais, o indicador manteve a tendência de queda, ao recuar 1,0 ponto.

IPC-S de 30 de abril de 2021 variou 0,23% e acumula alta de 6,54% nos últimos 12 meses.

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas recuou 7,1 pontos em abril na comparação com março . Ao registrar 129,4 pontos, o IIE-Br se distancia de seu pico histórico, de 210,5 pontos, mas ainda está 14,3 pontos acima do nível de fevereiro de 2020, último mês antes da chegada da pandemia de covid-19 ao Brasil.

 

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), do FGV IBRE, subiu 4,1 pontos em abril, para 81,7 pontos, após três quedas consecutivas. Em médias móveis trimestrais, o índice se manteve em tendência decrescente pelo quinto mês consecutivo ao  cair 1,3 ponto.

 

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 1,51% em abril. Com este resultado o índice acumula alta de 9,89% no ano e de 32,02% em 12 meses. Em abril de 2020, o índice havia subido 0,80% e acumulava alta de 6,68% em 12 meses. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias na passagem de março para abril: IPA, de 3,56% para 1,84%, IPC, de 0,98% para 0,44% e INCC, de 2,00% para 0,95%. 

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) do FGV IBRE recuou 0,7 ponto em abril para 103,5 pontos, menor nível desde agosto de 2020 (98,7 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice caiu 2,6 pontos.

 

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (FGV IBRE) subiu 11,6 pontos em abril, ao passar de 72,5 para 84,1 pontos, recuperando mais da metade da queda de março. Em médias móveis trimestrais, o indicador caiu 2,2 pontos, mantendo a tendência de queda pelo sexto mês seguido.