Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O IPC-S da terceira quadrissemana de fevereiro de 2024 variou 0,60% e acumula alta de 3,64% nos últimos 12 meses. Seis das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

O Índice de Confiança da Construção (ICST) do FGV IBRE subiu 1,8 ponto, para 97,6 pontos, maior nível desde outubro de 2022 (99,4 pontos). Na média móvel trimestral, o índice avançou 0,5 ponto.

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou um aumento moderado de 0,20% em fevereiro, marcando uma leve desaceleração em comparação com a taxa de 0,23% observada no mês anterior. Este movimento sinaliza uma tendência de estabilização nos custos da construção no curto prazo. Acumulando um crescimento de 3,23% nos últimos 12 meses. 

O IPC-S da terceira quadrissemana de fevereiro de 2024 variou 0,60% e acumula alta de 3,64% nos últimos 12 meses

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) do FGV IBRE recuou 1,1 ponto em fevereiro, para 89,7 pontos, menor nível desde maio de 2023 (89,5 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice recuou pelo quinto mês consecutivo, em 0,9 ponto, para 91,2 pontos.

O superávit da balança comercial em janeiro no valor de US$ 6,5 bilhões foi recorde na série histórica de janeiro, desde 1997. A China contribuiu com US$ 2,7 bilhões para o superávit, mas os saldos positivos com a África, Oriente Médio e América do Sul, exclusive Argentina somaram US$ 2,4 bilhões e mais US$ 1,2 bilhões da Ásia, exclusive a China, chega-se a um superávit de US$ 3,6 bilhões. A China lidera o saldo comercial, mas os dados mostram a importância do Brasil se manter um “global trader

O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 3,0% da atividade econômica em 2023. Na análise das séries livres de efeitos sazonais, a economia cresceu 0,1% no quarto trimestre, em comparação ao terceiro e, 0,6% em dezembro, frente a novembro.

O IPC-S da segunda quadrissemana de fevereiro de 2024 variou 0,65% e acumula alta de 3,69% nos últimos 12 meses. Seis das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

O IPC-S da segunda quadrissemana de fevereiro de 2024 variou 0,65% e acumula alta de 3,69% nos últimos 12 meses

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10)  caiu 0,65% em fevereiro. No mês anterior, a taxa havia sido 0,42%. Com esse resultado, o índice acumula queda de 0,23 no ano e de -3,84% em 12 meses. Em fevereiro de 2023, o índice variara 0,02% no mês e acumulava elevação de 2,26% em 12 meses.