Press Releases

Compartilhe

Os releases acompanham os dados levantados para cada um de nossos indicadores e sondagens e têm o objetivo de fornecer conteúdo para a confecção da sua matéria.

Confira abaixo a lista de press releases dos nossos índices e sondagens.

O IPC-S da terceira quadrissemana de março de 2024 variou 0,22% e acumula alta de 3,05% nos últimos 12 meses.

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou um aumento de 0,24% em março, marcando uma leve aceleração em comparação com a taxa de 0,20% observada no mês anterior. Este movimento sinaliza uma tendência de estabilização nos custos da construção no curto prazo. Acumulando um crescimento de 3,29% nos últimos 12 meses, o índice reflete uma descompressão significativa dos custos quando comparado ao mesmo período do ano anterior, que viu uma expansão anual de 8,17%. 

O Índice de Confiança da Construção (ICST) do FGV IBRE caiu 1,0 ponto em março, atingindo 96,6 pontos, revertendo mais da metade de alta observada no mês passado. Na média móvel trimestral, o índice ficou relativamente estável ao variar 0,2 ponto.

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) do FGV IBRE subiu 1,6 ponto em março, para 91,3 pontos, após duas quedas consecutivas. Em médias móveis trimestrais, o índice continuou recuando, agora pelo sexto mês seguido, em 0,6 ponto, para 90,6 pontos.

O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 0,1% na atividade econômica em janeiro em comparação a dezembro de 2023, considerando-se dados com ajuste sazonal. Na comparação interanual a economia cresceu 4,1% em fevereiro. No trimestre móvel interanual findo em janeiro o crescimento foi de 3,0%.

O IPC-S da segunda quadrissemana de março de 2024 variou 0,38% e acumula alta de 3,21% nos últimos 12 meses. Todas as sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) caiu 0,17% em março. No mês anterior, a taxa havia sido -0,65%. Com esse resultado, o índice acumula queda de -0,40% no ano e de -4,05% em 12 meses. Em março de 2023, o índice variara 0,05% no mês e acumulava elevação de 1,12% em 12 meses.

O IPC-S da segunda quadrissemana de março de 2024 variou 0,38% e acumula alta de 3,21% nos últimos 12 meses.

Inflação da Cesta Básica: valor ultrapassa R$ 1000 no RJ.
Arroz, feijão, legumes e frango apresentam aumento de preço em todas as capitais.
Produtos de café da manhã voltam a ficar mais caros.
 

O IPC-S da primeira quadrissemana de março de 2024 subiu 0,56% e acumula alta de 3,40% nos últimos 12 meses. Duas das sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.