Incerteza em Alta

Compartilhe

Depois da OCDE, foi a vez do FMI reduzir suas projeções de crescimento para a economia mundial. Agora o Fundo projeta expansão de 3% para este ano, a menor taxa desde a Grande Crise Financeira, acelerando para 3,4% ano que vem. A retomada em 2020, porém, está na dependência de uma melhora de desempenho em alguns emergentes: Brasil, México, Rússia, Argentina, Turquia, irã e Venezuela, em especial. Para a China, cujo PIB cresceu “apenas” 6% no terceiro trimestre deste ano, o FMI projeta expansão de 5,8% em 2020. Para as economias avançadas, o FMI espera um ano novo tão desanimador quanto 2019, com o PIB crescendo 1,7% nos dois anos.