Sondagem da América Latina

Compartilhe

Sondagem da América Latina

A Sondagem Econômica da América Latina é uma pesquisa trimestral que serve para o acompanhamento e antecipação de tendências econômicas da região.

Realizada com base em informações prestadas por especialistas econômicos, a pesquisa é aplicada com a mesma metodologia, simultaneamente, em todos os países da região, método que permite a construção de um ágil e abrangente retrato da situação econômica de países e blocos econômicos.

A Sondagem gera informações de natureza tanto qualitativa quanto quantitativa. O Índice de Clima Econômico (ICE) é o indicador síntese, composto pelos Índices da Situação Atual (ISA) e de Expectativas (IE), ambos de natureza qualitativa, referentes às questões da pesquisa que tratam da situação econômica geral do país na atualidade e nos seis meses seguintes.

As respostas individuais são combinadas para cada país sem qualquer ponderação.. O ICE de cada país é construído como média geométrica do ISA e IE, e varia de 0 a 200 pontos, sendo 100 o ponto neutro.

Para se chegar a qualquer agregado de países, como o total da América Latina, os índices de países são agregados pelo PIB corrigido pela Paridade do Poder de Compra (PIB PPP, segundo dados do FMI). Os pesos são modificados anualmente.

Principais usos:
Construção de um ágil e abrangente retrato da situação econômica de países e blocos econômicos.

Abrangência geográfica:
Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Período de coleta:
Ao longo dos meses de janeiro, abril, julho e outubro.

Periodicidade:
Trimestral.

Série histórica:
1994.