Metodologia de Dessazonalização das Séries Retropoladas da PNADC de 1992-2016

Compartilhe

Autores: Bruno Ottoni Eloy Vaz e Tiago Cabral Barreira

As séries longas retropoladas da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), que foram desenvolvidas pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), começam em setembro de 1992. Portanto, as referidas séries oferecem um período mais extenso para a análise dos principais indicadores do mercado de trabalho brasileiro do que os dados originais da PNADC, iniciados em março de 2012. Outra vantagem das séries longas retropoladas é o fato de permitirem, justamente por acumular um histórico maior de observações, a realização de ajustes mais precisos de fatores que se repetem de maneira cíclica no mercado de trabalho, denominados sazonalidades. Esta nota técnica apresenta dois resultados obtidos a partir da aplicação do processo que é tipicamente utilizado para realizar o ajuste dos fatores sazonais, a chamada dessazonalização, às séries longas retropoladas da PNADC que foram desenvolvidas pelo IBRE. O primeiro é justamente a geração das séries dessazonalizadas. Como esperado, estas séries apresentam a propriedade de serem visivelmente menos voláteis do que as séries sem ajuste sazonal. O segundo é a constatação de que o processo de dessazonalização pode acarretar em erros expressivos quando aplicado a séries curtas. Esta última constatação sugere ser mais seguro aplicar o procedimento de dessazonalização apenas a séries que sejam mais extensas, como é feito nesta nota técnica.