Textos de discussão

Compartilhe

Conforme previsto em edições anteriores do Boletim Macro IBRE, tudo indica que o desempenho da economia brasileira tem melhorado no segundo semestre, levando o crescimento do PIB de 2019 para perto de 1% (1,1%, pela projeção do FGV IBRE). Confirma-se, assim, que a retomada cíclica da economia brasileira está em curso e deve se estender pelos próximos trimestres. 

Depois da OCDE, foi a vez do FMI reduzir suas projeções de crescimento para a economia mundial. Agora o Fundo projeta expansão de 3% para este ano, a menor taxa desde a Grande Crise Financeira, acelerando para 3,4% ano que vem. A retomada em 2020, porém, está na dependência de uma melhora de desempenho em alguns emergentes: Brasil, México, Rússia, Argentina, Turquia, irã e Venezuela, em…

Afora o impacto do ataque americano ao Irã nos mercados financeiros, que foi breve e transitório, como previsto, o cenário externo começou o ano de forma relativamente favorável. Há sinais mais nítidos de estabilização da atividade econômica mundial, após meses de desaceleração, com a maioria dos indicadores econômicos sinalizando queda do risco de uma recessão global em 2020.

Há,…