Última divulgação

Compartilhe

Monitor do PIB-FGV aponta queda de 0,1% na atividade econômica em abril

O Monitor do PIB-FGV aponta queda de 0,1% na atividade econômica em abril em comparação a março. Na comparação interanual a economia cresceu 5,1% em abril e 2,8% no trimestre móvel findo em abril. A taxa acumulada em 12 meses até abril foi de 2,7%.

A economia apresentou estabilidade em abril na comparação com março. Esse resultado mostra uma perda de ritmo de crescimento da atividade após bom desempenho no início do ano. Apesar disso, na comparação com abril de 2023, o resultado é de crescimento expressivo da economia (5,1%) disseminado em diversos componentes, como os investimentos, a indústria, o consumo, as exportações e as importações. Tal comportamento indica uma perda de fôlego em comparação ao início do ano, porém ainda superior ao do mesmo período de 2023”, segundo Juliana Trece, coordenadora da pesquisa.

ANÁLISE DESAGREGADA DOS COMPONENTES DA DEMANDA
A análise gráfica desagregada dos componentes da demanda foi realizada na série trimestral interanual por apresentar menor volatilidade do que as taxas mensais e aquelas ajustadas sazonalmente, permitindo melhor compreensão da trajetória de seus componentes. 

Consumo das famílias cresceu 5,5% no trimestre móvel findo abril
O crescimento do consumo das famílias foi puxado principalmente pelo consumo de serviços e de produtos não duráveis; ambos cresceram 4,9% no trimestre móvel findo em abril. Conforme apresentado no Gráfico 2 (do press release), todos os produtos contribuíram positivamente em abril.

FBCF cresceu 4,8% no trimestre móvel em abril
A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) cresceu 4,8% no trimestre móvel findo em abril. Todos os componentes da FBCF contribuíram positivamente para esse crescimento, com máquinas e equipamentos crescendo 5,5%, construção 3,5% e outros 7,2%.

Exportação cresceu 8,8% no trimestre móvel findo em abril
O crescimento de 8,8% da exportação no trimestre móvel findo em abril foi puxado principalmente pelo significativo crescimento da exportação de produtos da extrativa e de bens de consumo. O único componente que contribui negativamente para esse resultado é a exportação de bens de capital. 

Importação cresceu 11,6% no trimestre móvel findo em abril
O crescimento de 11,6% da importação foi influenciado pelo crescimento de todos os componentes. Conforme aponta o Gráfico 5, destaca-se o crescimento de serviços e bens intermediários. 

PIB-FGV EM VALORES
Em termos monetários, estima-se que o PIB, até abril de 2024 em valores correntes, tenha sido de 3,63 trilhões de Reais.

TAXA DE INVESTIMENTO

O Gráfico 6 (do press release) destaca em duas linhas as médias das taxas de investimento: a laranja (em cima) mostra a média das taxas de investimento mensais desde janeiro de 2000 (17,9%); a cinza (em baixo), a média das taxas de investimento mensais desde janeiro de 2015 (16,4%). Observa-se que a taxa de investimento em abril de 2024 foi de 17,6%, na série a valores correntes.